f10 - "FORD GT40" o matador de Ferraris
Compartilhe nas redes sociais

 

O FORD GT40, foi desenvolvido  por ordem de Henry Ford II e produzido pela “Ford Motor Company” para correr nas 24 horas de Le Mans e destruir o reinado da Ferrari

 

f1 - "FORD GT40" o matador de Ferraris











O  GT40 surgiu de uma disputa entre Henry Ford II e Enzo Ferrari. A Ford queria comprar a fabricante italiana em 1963, mas a Ferrari não queria se afastar das 500 milhas de Indianápolis, o que colocaria as duas marcas em competição direta. O acordo falhou, e Henry Ford II   prometeu vingança na pista em Le Mans

f2 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

A Ford analisou inicialmente a Lola Cars, Lotus e Cooper como parceiro para construir seu novo carro para correr em  Le Mans. A Lola acabou por ser escolhido, devido ao fato do carro de corrida Lola Mk6 já ter feito uso de um motor V8. A Lola doou dois chassis Mk6 de sua fábrica em Slough, enquanto a Ford criou uma equipe para desenvolver e construir sua nova máquina destruidora de Ferraris

f3 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

 

O nome GT40 veio da altura total do carro: apenas 40 polegadas

 

f4 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

A equipe “Ford Advanced Vehicles” começou a desenvolver o GT40. Os primeiros protótipos usavam um motor Ford V8 de 4,2 litros, montado na posição média, enquanto os carros posteriores usavam uma unidade de 4.7 litros 

f5 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

O “GT40” estreou nos exaustivos 1.000 km de Nürburgring em 1964, os pilotos Phil Hill e Bruce McLaren se classificaram em segundo lugar para a largada. Devido a uma falha  na suspensão, o GT40 não conseguiu terminar a corrida. O evento de 1964 em Le Mans também foi desastroso, pois os três carros inscritos não conseguiram terminar a prova. E para esfregar sal na ferida entre a Ford e a Ferrari, a Ferrari venceu as duas corridas…

f6 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

Em 1965 tudo mudou, a Ford mudou o gerenciamento do GT40 para “Carroll Shelby”, seguindo seus sucessos com o Ford Shelby Daytona Coupe. A vitória veio imediatamente, com Ken Miles e Lloyd Ruby na corrida Daytona de 2.000 km, e com Bob Bondurant e Richie Ginther em terceiro lugar

f7 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

 

No início de 1966, versões urbanas do GT40 começaram a ser comercializadas, com suspensão mais suave, escapamentos silenciosos,  ar-condicionado,  bancos em couro e motor V8 de 335hp

f8 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

 Le Mans 1966, finalmente o sucesso que Henry Ford II buscava. Devido a problemas com a Ferrari 330 P3, a Ford conseguiu os três primeiros lugares na prova

le amns gulf line up - "FORD GT40" o matador de Ferraris

O grande feito do “GT40” em 1966, repetiu-se nos anos seguintes de 1967, 1968 e 1969

f9 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

Preocupado com as altas velocidades vistas durante as 24 Horas de Le Mans em 1967, a FIA limitou os tamanhos dos motores a 5.0 litros para carros na classe Sports em 1968. Isso descartou as versões MkII e MkIV do GT40, ressuscitando o anterior Mk1 de motor menor, conquistando a vitória em 1968, pilotado por Pedro Rodriguez e Lucien Bianchi. 
f11 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

 

 

O”GT40″ repetiria o mesmo feito em 1969 com Jackie Ickx e Jackie Oliver, completando assim a sequência de quatro vitórias consecutivas em Le Mans, consagrando a Ford por não só  destronar o domínio da Ferrari, mas também como a primeira empresa americana a vencer a corrida. Após sua sequência de vitórias em Le Mans recebeu o apelido de “matador de Ferraris”!
Fonte de consultas: Wikipédia e sites relacionados
Fotos meramente ilustrativas
Reportagem: Marcus Vinicius
Patrocinado
logo pp verde fundo branco 1024x724 - "FORD GT40" o matador de FerrarisReservas: (24) 3371.2266

 

f10 - "FORD GT40" o matador de Ferraris

 

ANUNCIE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *