q11 4 - Freios - conheça os tipos
Compartilhe nas redes sociais
q12 - Freios - conheça os tipos

Os primeiros freios eram constituídos por um dispositivo mecânico simples; uma alavanca com pivotagem e uma sapata de madeira montada na outra extremidade junto à roda, proporcionava a ação de frenagem. Depois, com o passar dos anos, vieram os freios de cinta. Usualmente eram constituídos por uma roda fixada ao centro do eixo traseiro do veículo e ao redor dela uma cinta era montada, e sob as mesmas era inserido o material atritante, que no início era o couro. Esse material apresentava problemas de perda das características de atrito em função da degradação térmica imposta pela ação de frenagem das sapatas sobre a roda. Posteriormente começou-se a utilizar crina, cabelo, ou tecido de algodão umedecido em betumem para agregar fibras e permitir melhor conformação dimensional. Mais tarde, com a fibra de asbestos, essa tecnologia foi se desenvolvendo como veremos mais adiante. O sistema de acionamento desses freios era manual e feito através de simples alavanca presa a um suporte. A história é longa, então vamos ao que interessa, os sistemas de freios atuais:

q1 11 - Freios - conheça os tipos

Freio a disco ou travão de disco é uma máquina de conversão de energia cinética em calor por meio da fricção. Sua eficiência é medida pela sua capacidade de dissipar o calor gerado. Um freio a disco é feito geralmente de ferro fundido ou materiais cerâmicos, conectado à roda ou ao eixo. Para parar a roda, um material de fricção na forma de patilhas de freio, montadas em um dispositivo chamado pinça, forçado mecânica, hidráulica, pneumática ou eletromagneticamente contra os dois lados do disco. A fricção faz com que o disco e a roda fixada a ele desacelerem ou parem.

q2 13 233x300 - Freios - conheça os tipos
Elmer Ambrose Sperry

Primeiro Freio a Disco: Para aprimorar os sistemas de frenagem, em meados de 1890 foi idealizado o freio a disco, mas só em 1898, umas das primeiras versões foram utilizadas pelo inventor norte americano Elmer Ambrose Sperry num carro elétrico onde a pastilha era forçada contra o disco por meio eletromagnético.

q3 8 - Freios - conheça os tipos

Um dos primeiros carros a utilizarem o freio a disco foram os montados na fabricante de carros compactos Crosley em 1948. Os carros ingleses e franceses começaram a ser produzidos com discos de freio em escala industrial na década de 1950 e os americanos em 1960.

q4 9 - Freios - conheça os tipos

Uma breve descrição do que é freio a disco: A pressão hidráulica para acionamento do sistema é gerada através do cilindro mestre, acionado pelo condutor, normalmente pelo pedal de freio e o reservatório garante o fornecimento de fluido. Há dois tipos de sistemas de freio a disco: fixos e flutuantes. Os fixos possuem pistões em ambos os lados, que quando acionados encostam as pastilhas no disco, já os flutuantes empurram o pistão e encosta a pastilha interna contra o disco de freio e ao mesmo tempo a pinça movimenta-se para trás do pistão. Apresenta construção mais compacta. Os principais componentes do freio a disco são: disco, conjunto de pinça e pastilha.

q5 6 - Freios - conheça os tipos
Freio a tambor

Os freios a tambor funcionam a partir do mesmo princípio do freio a disco. As sapatas ou os calços impulsionados pelos êmbolos do cilindro de roda exercem pressão sobre uma superfície giratória, que no caso é o tambor propriamente dito. Muitos carros têm freios a tambor nas rodas traseiras e a disco nas dianteiras. Os freios a tambor têm mais peças e são mais difíceis de serem reparados do que os freios a disco, porém, têm a fabricação relativamente mais barata. Quando a pessoa pisa no pedal do freio, as sapatas de freio ou os calços de travão são empurrados contra o tambor. Isto permite a frenagem ou travagem do veículo. É possível e totalmente utilizado nos dias de hoje o sistema ABS em freios a tambor.

q6 9 - Freios - conheça os tipos
Funcionamento do freio ABS

Freio ABS,  expressão alemã Antiblockier-Bremssystem, mais frequentemente traduzido para o inglês Anti-lock Braking System, é um sistema de frenagem que evita que as rodas se bloqueiem ou travem quando o pedal de freio é acionado fortemente, evitando também que entrem em derrapagem deixando o automóvel sem aderência na pista. Assim, evita-se o descontrole do veículo, permitindo que obstáculos sejam desviados enquanto se freia.

O freio ABS atual foi criado pela empresa alemã Bosch tornando-se disponível para uso em 1978 com o nome “Antiblockiersystem.

Entenda o funcionamento do freio ABS: É um sistema eletrônico que, utilizando sensores, monitora a rotação de cada roda e a compara com a velocidade do carro. Sem freio ABS, em uma situação de frenagem de emergência, a força aplicada pelo motorista pode ser maior que o pneu pode suportar, a roda trava, o pneu agora não consegue mais transferir nenhuma força de tração lateral. O veículo fica instável e fora de controle, visto que ele não reage mais aos comandos de direção do motorista. Em um veículo equipado com o sistema ABS, os sensores de velocidade da roda medem a velocidade de rotação das rodas e passam essas informações à unidade de controle do ABS. Se a unidade de controle do ABS detectar que uma ou mais rodas tendem a travar, ele intervém em questão de milissegundos, modulando a pressão de frenagem em cada roda individual. Ao fazer isso, o ABS impede que as rodas travem e garante uma frenagem segura: o veículo continua sob controle e estável. Em geral, a distância de parada é reduzida também.

q7 9 - Freios - conheça os tipos

freio de estacionamento ou freio de mão, é um sistema de frenagem para veículos automotores, que, na maioria dos modelos, é acionado por uma alavanca manual, em outros modelos é acionado por um pedal à esquerda do condutor. Alguns veículos mais modernos já usam o sistema com botão de acionamento chamados de freio de estacionamento eletrônico.

57d6f7cb0e2163027001206aqr 654 vezel 10 tif - Freios - conheça os tipos
Freio de estacionamento eletrônico

Sua finalidade principal é manter o veículo parado quando este já se encontra imobilizado, seja com o motor ligado ou não, travando as rodas traseiras. Quando acionado, dispensa-se o acionamento do freio de serviço.

q8 4 - Freios - conheça os tipos

Fluido de freio: Trata-se de um tipo de fluido hidráulico utilizado em sistemas hidráulicos de frenagem em veículos e máquinas, possuindo características específicas para este fim, tem baixíssima compressibilidade e altíssimo ponto de ebulição.

q9 1 - Freios - conheça os tipos

Freios a ar: foram inventados no fim do século XIX nos Estados Unidos, usados inicialmente para frenagem de trens. Em 1956 passaram a ser utilizados nos caminhões e posteriormente em ônibus. Eles trabalham com um sistema compressor de ar que faz a admissão do ar simultaneamente à admissão de ar do motor. É esse compressor que mantém o ar comprimido e o manda para um regulador, que controla a pressão de trabalho dos freios. O excesso de ar é jogado para a atmosfera, regulando sua pressão.
Os freios possuem dutos que se direcionam para o eixo traseiro e para o dianteiro e também dutos direcionados para o freio de estacionamento.

q10 3 - Freios - conheça os tipos

Considerações finais: Você talvez não tenha entendido, são termos técnicos, muitas aplicações, diferentes usos e por aí vai. Se não entendeu, nem tente, apenas não esqueça de trocar regulamente as pastilhas de freio, lonas de freio, conferir em cada troca os discos de tambores de freio. Verificar sempre o nível do fluido de freio. Não esqueça de consultar o manual do proprietário e seguir a orientação do fabricante.

NUNCA DIRIJA CALÇANDO CHINELOS OU SAPATOS COM SALTO ALTO

Fonte de consulta: Wikipédia e sites relacionados

Fotos meramente ilustrativas

Matéria de Marcus Vinicius

Revisão de Jaderson Gomes

Patrocinado

quattro rodas www - Freios - conheça os tipos

Anuncie aqui

gasonina na veia 1024x208 - Freios - conheça os tipos

Contatos

comercial@gasolinanaveia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *