mo3

É um filme relatando a aventura pela América Latina de, Alberto Granado com 29 anos, e Ernesto Guevara com 23 anos, ambos estudantes de medicina, ocorrido em 1952, que queriam fazer pesquisas médicas, mas essa história tomou um rumo diferente.
Eles começam esta aventura em cima de uma motocicleta “Norton 500cc” ano 1939, chamada ¨La Poderosa¨, que de poderosa não tinha nada pois estava muito velha, e sem segurança alguma.

mo6
A primeira parada é na casa da namorada de Ernesto, ela não queria que ele continuasse, mas ele mesmo gostando muito dela, não acatou o seu pedido e seguiu viagem com seu amigo. Eles percorreram a Argentina, Chile (Atacama), Peru (Machu Pichu) e Bolívia.
Ernesto era um jovem frágil e asmático, que diversas vezes na aventura sofre com problemas respiratórios, por causa da chuva e do frio.

mo1
Isso acaba mudando com o decorrer da viagem. Já Alberto era um conquistador, e ótimo dançarino. No começo a viagem era para pesquisa medica, mas logo isso muda ao depararem com a realidade de seu continente.
Eles começaram a ver as diferenças sociais e política, o sofrimento daquele povo, com isso começa a nascer algo novo dentro de Ernesto, a vontade de lutar pelos menos favorecidos.
Ernesto tem um diário que vai anotando tudo sobre a viagem.
A viagem durou 8 meses, de muita emoção e descobertas.

mo4
Na viagem eles interagem com o povo, de cada região e conhece um pouco sobre a vida nada fácil daquele povo.
Eles conheceram um medico na Amazônia Peruana, que lhes apresentou uma colônia de doentes de hanseníase ( lepra), como Ernesto estava estudando aquela doença foi muito proveitosa sua passagem por lá.

mo5
No final desta valorosa aventura os amigos se separam, Alberto vai continuar seus estudos, e Ernesto começa a nascer como o mito CHE, começa sua luta contra as desigualdades daquele povo.
O filme é um ótimo aparelho de estudo para retratar a vida de Ernesto antes de virar o mito Che e mostra como começou a desperta-lo para lutar pelo seu continente.

(Fotos do filme “Diário de Motocicleta”dirigido por Walter Salles de 2004)

Segue abaixo o filme na íntegra.