Busca

Gasolina na Veia

mês

fevereiro 2017

O CORSO CARNAVALESCO

Os Automóveis sempre estiveram presentes nos carnavais desde o início dos anos 1900

Corso carnavalesco, ou simplesmente corso, foi um tipo de agremiação carnavalesca que promovia desfiles utilizando carros, abertos e ornamentados, pelas ruas das cidades, com foliões geralmente fantasiados, que jogavam confetes, serpentina e esguichos de lança perfume nos ocupantes dos outros veículos. 

Por extensão, por vezes “corso” também era o nome dado aos passeios promovidos pelas sociedades carnavalescas do Rio de Janeiro.

A brincadeira, de origem europeia, foi muito popular em diversas cidades do Brasil no início do século 20, sendo uma tentativa de se reproduzir as batalhas de flores características dos carnavais mais sofisticados da virada do século, como, por exemplo, o da cidade de Nice, no sul da França.

Por sua própria natureza, o corso era uma brincadeira exclusiva das elites, que possuíam carros ou que podiam pagar seu aluguel nos dias de carnaval.

 No Brasil antes do surgimento dos automóveis, o desfile de corsos já existia em algumas cidades, tais como Recife e Olinda, onde era composto por carros puxados a cavalo como: cabriolés, aranhas (carruagens leves de duas rodas), charretes, entre outros modelos. 

Até hoje os carros antigos fazem parte dos carnavais resgatando a beleza dos carnavais antigos, o que acontece como por exemplo em São João Del Rey em Minas Gerais, Conservatória no estado do Rio de Janeiro e diversas outras cidades do Brasil.

c17

Texto de Marcus Vinicius

Fotos meramente ilustrativas

O Ford V8 de Bonnie e Clyde

Bonnie e Clyde foi um casal de jovens impulsivos, que ficou famoso por uma série de assaltos pelo interior dos Estados Unidos, no início da década de trinta.

z10

Bonnie Elizabeth Parker, foi muitas vezes idealizada como sendo a líder da gangue, que planejava todas as ações, contudo os registros mostram que ela era apenas uma garota extremamente influenciada por Clyde, o verdadeiro líder da gangue, a quem ela idolatrava e seguia cegamente.

z11

Clyde Chestnut Barrow, nasceu a 24 de março de 1909 em Telico, Texas, uma cidade próxima a Dallas. Ele foi o quinto dos sete filhos do casal Henry Basil Barrow e Cumie T. Walker. Família que deixou o campo na esperança de dias melhores na cidade. Clyde começou cedo sua carreira de inconsequências; Em outono de 1926 alugou um carro para ir ao Texas atrás de sua namorada, com quem havia brigado, Eleonor Williams. Envolvido em tentar impressionar a garota e sua mãe, não devolveu o carro, o qual havia alugado por apenas 12 horas, e acabou preso. De volta às ruas, com seu irmão Buck (Marwin Barrow), rapidamente achou o caminho da cadeia, sendo pego com um carro cheio de perus roubados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Ford V8, era o carro preferido por Clyde para as fugas, devido ao forte motor, estabilidade nas curvas, e resistência, sendo que, as rotas de fuga sempre eram por estradas de terra e em difíceis condições de tráfego. Em 10 de Abril de 1934  escreveu uma carta a Henry Ford , parabenizando-o pela eficiência do Ford V8.

 A longa ficha criminal  da dupla foi interrompida em 23 de maio de 1934,  por uma emboscada bem planejada pelo FBI e policiais do Estado de Louisiania , quando foram recebidos por uma  chuva de balas ao passarem pelo cerco policial.

z4

Este Ford V8 havia sido roubado na Cidade de Topeka, Estado do Kansas e pertencia a Jesse Warrens.  Após as mortes de Bonnie e Clyde, o carro foi devolvido aos  “Warrens”,  que o venderam por U$ 3.000,00  sem consertá-lo.  O carro foi exibido em muitas feiras, shows e até carnavais.

z13

Atualmente  o Ford V8 pertence ao  “ Primm Valley Resort and Casino” – um Hotel Cassino em Nevada – USA, onde esta até hoje em exibição pública, protegido por vidros de plexiglass.

Assistam o filme : “Bonnie e Clyde Os Procurandos” (abaixo)

zqq2

Koenigsegg One:1

xx1

Você acaba de perder o fôlego

Este super carro sueco foi projetado para ser um dos mais rápidos do mundo

Um para um

O veículo foi batizado de One:1 para comparar o seu peso a potência. Para cada Quilo do carro há um Hp de potência. O super carro tem 1341 Hp de potência e 139 kgfm de torque.

xx2.jpg

O One:1 tem um motorzão  V8 5.0 biturbo feito em alumínio, transmissão de 7 velocidades , dupla embreagem e coletores de admissão em fibra de carbono. O Motor pesa apenas 197 kg.

xx3

O Koenigsegg One:1 é um dos carros mais rápidos do mundo, acelera de 0 a 400 km p/h em apenas 20 segundos  e leva aproximadamente 10 segundos para voltar a zero quando está nesta velocidade.

Fusca Alemão 1955, placa preta

contato: (31) 9.8836.9733

e3

e2

e1

“Volkswagem TL” 1970 a venda

unnamed

Dodge Dart e Charger

 

d2

Lançado no Brasil a partir de 1969, o primeiro modelo saiu somente na versão Sedan, ou seja modelo 4 portas, o coupé 2 portas foi lançado em 1971, sendo que nesse mesmo ano foi eleito o carro do ano, segundo a Revista Auto Esporte .

d1

Possuindo o maior motor já fabricado no Brasil, um V8 318 polegadas cubicas 5.212 cc3 a gasolina desenvolvia 198 cv a 4600 rpm e torque de 41,5 kgf a 2400 rpm, chegava a máxima de 180 km/h, criando assim uma faixa de luxo entre o Ford Galaxie V8 292 e o Chevrolet Opala 6 cilindros em linha 3800.

d3

Nos modelos Charger L/S ele ganhava escape duplo chegando a 205 cv, e no Charger R/T, além dos itens do modelo Charger L/S ganhou também uma maior taxa de compressão (8,4:1) para uso de gasolina azul, de maior octanagem sendo o mais veloz e potente carro nacional, recorde de velocidade que só foi quebrado no anos 90 com o Fiat Tempra Turbo.

OS MODELOS FABRICADOS NO BRASIL

d4

 Dart Sedan de 1969 a 1981

d5

Dart Coupé de 1971 a 1981

d6

Charger LS de 1971 a 1975

d7

Charger R/T de 1971 a 1980

d8

Dart SE de 1972 a 1975

d9

Dart Gran Sedan 4 portas de 1973 a 1978

d10.jpg

Dart Gran Coupé de 1973 a 1975

d11

Magnum de 1979 a 1981

d12

LeBaron de 1979 a 1981

d13

A pesar do grande sucesso do Dart e Charger nas ruas, ele não se repetiu nas pistas brasileiras, mesmo com o motor que  batia recordes de velocidade, o carro era muito difícil de domar nas curvas, devido ao seu longo entre eixos.

O FIM DOS DART E CHARGER

Em 1980 a Volkswagen comprou o restante das ações da fábrica brasileira, sendo que já era proprietária de cinquenta por cento, e, em 1981 toda produção foi interrompida. O Dodge Dart é um modelo bastante cultuado pelos colecionadores, como um clássico, e pela importância que teve ao longo de muitos anos, no mercado automobilístico brasileiro. Muitos exemplares ainda podem ser encontrados em condições de total originalidade e funcionamento.

 

Palestra Placa Preta

mais informações:  (11) 99651.0879

zww

Speed Racer e o Mach 5

zz1

Speed Racer, é uma série de desenhos animados dos anos 1960, criado por Tatsuo  Yoshida sobre corridas de automóveis. Speed Racer (nome dado na adaptação norte-americana), um jovem e audaz piloto de corrida de 18 anos, dirige o carro Mach 5, criado por seu pai (Pops Racer) e vive diversas aventuras dentro e fora das corridas.

zz3

O desenho é muito conhecido pela sua canção tema e pela ótima trilha sonora, que tocava ao fundo e tornava ainda mais emocionantes as corridas em que o piloto Speed participava, sempre repletas de acidentes espetaculares e “golpes sujos” dos participantes, tais como seus mais célebres rivais, a “Equipe Acrobática” e o “Carro Mamute”. As corridas eram em locais inusitados, como selvas, desertos e até uma realizada dentro de um vulcão.

PERSONAGENS:

zz4Speed Racer  – Está sempre disposto a lutar pela justiça e por seus amigos. sonha em torna-se o Campeão do Mundo.

zz5

Corredor X – Na verdade ele é Rex , o irmão mais velho de Speed. Certo dia, pegou escondido o carro de corrida de Pops Racer e foi disputar uma prova. Mostrou grande audácia e velocidade ao volante, ultrapassou todos corredores e a alguns metros de distância da linha de chegada, sofreu um acidente. Pops discutiu com Rex, que não queria que seu filho voltasse às pistas.  Furioso, Rex fugiu de casa e nunca mais voltou nem deu notícias. Anos mais tarde, reaparece, já como o misterioso Corredor X, mas ninguém sabe sua identidade secreta.zz6Gorducho – o irmão mais novo de Speed, com 7 anos de idade, junto com Zequinha, seu macaco de estimação, estão sempre presentes nas aventuras, normalmente escondidos no porta-malas do Mach 5. Sempre aparecem em situações cômicas, mas também como a “arma secreta” de Speed, ajudando-o a se livrar dos apuros.

zz7Trixie  – É a namorada de Speed (apesar de nunca tê-lo beijado no desenho), tem 18 anos e faz parte da equipe, pilotando o helicóptero que auxilia Speed quando ele se mete em encrencas.

zz8Pops Racer – É o pai de Speed. Mecânico muito talentoso e expert na criação de carros. Após ser demitido de uma grande empresa de corridas, resolveu montar sua própria equipe e efetivar o seu mais audacioso projeto: a construção do Mach 5.

zz9Moms Racer  – Ela raramente aparece, e quando aparece possui diálogos limitados.

zz11Inspetor Detetive – Inspetor da polícia que sempre solicita a ajuda de Speed em vários casos, e conta com a ajuda dele também.

zz12

Sparki – É mecânico faz-tudo da equipe, sempre tentando evitar que Speed se dê mal, tomando decisões precipitadas, tanto dentro como fora das pistas, além de ser um dos melhores amigos de Speed.

z13

Speed Racer usou o carro na série (conhecida como o “Mach Go”, na versão japonesa), uma maravilha tecnológica, contendo diversos acessórios úteis entre seus equipamentos.  Speed Racer tem acesso a estes apetrechos pressionando botões marcados de “A” a “G” sobre um console no volante do carro. Este conceito único de carro, construído sobre um lustroso e branco chassi, tem um grande “M” vermelho em seu capô, o logotipo da empresa familiar, Mifune Motors. O carro, de dois lugares, tem seu interior na cor vermelha. Lembra a  Ferrari 250 Testa Rossa e o barulho de seu motor remete a semelhanças com o Ferrari V12 com câmbio mecânico de 6 velocidades e controle de tração.

 Painel do Mach 5

 

O “5” é brasonado em ambas as portas laterais do carro, servindo também como seu número nas corridas. É o quinto carro construído por Pops e denominado “Mach”, série desenvolvida para as corridas. Apesar de ser tecnicamente inferior a outros veículos, tais como o Carro Mamute e o GRX, o Mach 5 tende a ganhar mais corridas por conta de sua velocidade e da superior habilidade de condução de seu piloto.

Assista o episódio “A Corrida contra o carro mamute”  parte 1

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑