k1

O Volkswagen Kombi é um automóvel utilitário produzido pela empresa automotiva alemã Volkswagen, entre 1950 e 2013. Por força de um decreto, os carros a partir de 2014, deveriam ser dotados de freio tipo ABS e possuírem  air-bag frontal duplo,  para o condutor e passageiro do banco dianteiro. No Brasil,  foi fabricado ininterruptamente ,entre dois de setembro de 1957,e dezoito de dezembro de 2013, sendo praticamente o carro mais antigo do país. É considerado o precursor das vans de passageiros e carga.

O nome Kombi, vem do alemão Kombinationsfahrzeug ,que quer dizer “veículo combinado” ou “veículo multi-uso”, em uma tradução mais livre.

k24

Muito admirada até os dias de hoje, a versão de passageiros com 15 janelas, apelidada de Samba.

k6

Em 1957 a Kombi começa a ser produzida no Brasil no dia 2 de setembro, com 50% de nacionalização de peças. O motor 1200cc de 36 cv, e o  câmbio com 1ª marcha seca eram importados. Possuía sistema elétrico de 6 volts.

k9

 

Em 1959, a Kombi passa a ter câmbio de 4 marchas totalmente sincronizado (foi o 1º veículo brasileiro com 1ª marcha sincronizada), e, o motor 1200 passa a ser produzido no Brasil.

k10

Ainda em 1959, a Kombi Luxo ganha tubos e batentes de proteção nos para-choques.

k11

k12

Em 1960, a tampa do porta malas, ganha vinco meia lua, atrás da maçaneta externa, e maçaneta interna na porta lisa. E o lançamento da versão “Turismo”, adaptada para camping.

Em 1961,  para melhorar o conforto dos passageiros do banco da frente , a alavanca de câmbio e freio de mão,  foram posicionados mais a frente . O painel ganha marcador de combustível elétrico / fim da torneira de reserva, são adotadas luzes de seta na frente (pisca tetinha).  Em 1962 ,  uma nova lanterna traseira, com formato oval  e  lente desmontável em caso de quebra.

k16

Em 1964 a Kombi ganha novo pisca dianteiro oval

k17

A partir de 1967 a Kombi ganha motor 1500cc com 52cv, e no mesmo ano o lançamento da versão “Pick-up”.

k18

Em 1976 foi feita a primeira reestilização da Kombi e novo motor 1600cc.

k19

Em 1981 foi o início das vendas do modelo com motor Diesel, refrigerado a água e radiador dianteiro. Utilizava o motor Diesel 1.5

k20

Em 1982 lançamento da Pick-up Kombi com cabine-dupla.

Um dos modelos mais desejados pelos colecionadores, é a versão seis portas da Kombi, usada como carro de lotação de passageiros. A sua produção iniciou-se em 1961, mas, não temos o ano exato em que ela saiu de produção.

k21

Em 1997 a segunda reestilização, finalmente o modelo ganha porta corrediça e o teto elevado em 11 cm.

k22

2007: Lançamento da chamada Kombi Edição 50 anos, é uma edição comemorativa  com apenas 50 unidades produzidas. Talvez a mais colecionável de todas as edições nacionais, seu maior destaque é a sua pintura do tipo “saia e blusa” vermelha e branca, em homenagem a primeira geração da Kombi. Seus equipamentos de série eram: vidros verdes, pára-brisa degradê, piscas dianteiros com lentes cristal, lanternas traseiras fumê, desembaçador do vidro traseiro, luz no cofre do motor e adesivos externos que identificam a série, inclusive no painel acima do local do rádio. A série também contava com o luxo de ter uma carta de congratulação assinada pelo presidente da VW do Brasil.

k23

2013: Último ano de fabricação da Kombi. A última Kombi foi produzida às 22h do dia 18 de dezembro de 2013. A unidade de chassi “EP022.526” foi a última e está guardada no acervo da montadora. Uma série especial, a Last Edition, foi criada com apenas 1.200 unidades produzidas. As unidades foram  numeradas com placa de identificação no painel. Nas laterais também se destacam os adesivos que identificam a série especial “56 anos – Kombi Last Edition”. A “Last Edition”, assim como a “Kombi Edição 50 anos”, ganhou a pintura “saia e blusa” com os tons de azul e branco, homenageando novamente a sua primeira geração, também recebendo outras características e acessórios de época da Kombi de luxo nos anos 50, 60 e 70, tais como pneus com faixa branca, calotas e rodas pintadas de branco. O interior da Kombi Last Edition traz cortinas em tear azul nas janelas laterais e no vigia traseiro com braçadeiras que trazem o logotipo “Kombi” bordado, um elemento de decoração típico das versões mais luxuosas das décadas de 1960 e 1970. Os bancos têm forração especial de vinil: bordas em Azul Atlanta e faixas centrais de duas cores (azul e branca). As laterais e as costas dos assentos têm acabamento de vinil expandido Cinza Lotus. O revestimento interno das laterais, portas e porta-malas também é de vinil Azul Atlanta, com costuras decorativas pespontadas. O assoalho e o porta-malas são recobertos por tapetes com insertos em carpete dilour Basalto, mesmo material que reveste o estepe fechando com chave de ouro o interior mais nostálgico de todas as versões. O comprador também leva sistema de som em LEDs vermelhos, lê arquivos MP3 e possui entradas auxiliar e USB. Dentro do porta-luvas, o manual do proprietário vem com uma capa especial comemorativa. A Kombi “Last Edition” inicialmente teria 600 unidades produzidas, numero felizmente aumentado para 1200 posteriormente pela Volkswagen devido a tamanha demanda de procura pelo ultimo modelo.